2016

A excelência do setor plástico para a retomada da indústria na Itália e Europa

Dr. Lorenzo Tavazzi
Diretor da Prática de Cenários e Inteligência da European House - Ambrosetti

Diretor da Prática de Cenários e Inteligência da European House - Ambrosetti (grupo profissional fundado em 1965).

Trabalhou no âmbito dos projetos de Estratégia e Internacionalização para empresas como ABB, BASF, Unilever, PlasticsEurope Itália. Responsável por estudos da retomada do setor plastico na Europa.

Gerencia o Think Tank e Conselho Consultivo Internacionais e Comunidades funcionais sobre temas de crescimento e competitividade .

Tem expertise específico nas atividades de consultoria para a elaboração de políticas , advocacia e assuntos públicos.

Autor de mais de 50 publicações e estudos sobre questões macro-económicas, de estratégia e desenvolvimento setorial .

Anteriormente trabalhou na Ernst & Young e UniCredit.

Se formou com honras em Economia Bancária , Financeira e de Seguros da Universidade Católica do Sagrado Coração , em Milão e possui um Mestrado em Estratégia Empresarial e Gestão da SDA Bocconi - School of Management.

Responsável por estudos da retomada do setor plastico na Europa.

2016

Órteses e Próteses feitas com impressoras 3D – evolução

Prof. Dra. Maria Elizete Kunkel
Professora Adjunta de Engenharia Biomédica na Universidade Federal de SP (UNIFESP)

Professora Adjunta de Engenharia Biomédica, subárea Biomecânica e Coordenadora da Extensão da Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP - em São José dos Campos. Graduada em Física pela UFC, especialista em Jornalismo Científico pela UNICAMP, mestre em Bioengenharia pela USP e PhD em Biomecânica pela Medizinischen Fakultät der Universität Ulm, Alemanha. Trabalhou 8 anos com ensino e pesquisa na Alemanha, no Instituto de Robótica Médica em Braunschweig e no Instituto de Pesquisa em Biomecânica em Ulm. Atualmente, coordena o Grupo de Biomecânica e Forense da UNIFESP, desenvolvendo pesquisas na área de Tecnologia Assistiva (próteses, órteses e cadeira de rodas), antropometria e criminalística. Orienta na Pós-Graduação do Programa de Engenharia Biomédica da Universidade Federal do ABC. Coordena o Programa Mao3D de Protetização e Reabilitação de Amputados na Região do Vale do Paraíba.

Alem de novas próteses, inclusive uma mioelétrica (para paciente que não possui o cotovelo), pois as outras são mecânicas, apresentará órteses (quadril de bebês e orelhas), bem como a cadeira de rodas eletrônica construída em PVC para atender à crianças de 02 a 06 anos de idade e um dispositivo para atender às necessidades de tetraplégicos.

2016

Aplicações racionais do plástico na construção civil

Dr. Joaquim Caracas
CEO e Fundador da empresa Impacto Protensão

Formado pela Universidade Federal do Ceará, fundou, em 1997, a Impacto Protensão. Empresa focada no desenvolvimento de sistemas construtivos para lajes prediais, utilizando técnicas patenteadas e inovadoras.

Diversas tecnologias de seu portfólio envolvem plástico reciclado, design inteligente e concreto protendido, promovendo economia de até 85% no uso da madeira e até 45% em mão de obra. Esse modelo tem se consolidado por todo o Brasil como um formato inovador e sustentável para a execução de estruturas.

Além da aplicação estrutural, o modelo reciclável de sua cadeia de produção e avançados investimentos em P&D permitiram criar com lixo o sistema de "contâiners sustentáveis", construídos com peças plásticas encaixáveis que podem servir como uma solução flexível de baixo custo para canteiros de obras, escolas, refeitórios e até casas e hotéis.

2016

A indústria do plástico do futuro

Eng. Éverton Simões Van-Dal
Engenheiro de Tecnologia da Braskem

Graduou-se em Engenharia Química pela Universidade Federal do Paraná e pela Universidade Pierre e Marie Curie (França), com períodos de estudo no INSA Toulouse (França) e na Universidade de Newcastle (Inglaterra). Fundou da Escola Piloto de Engenharia Química da UFPR. Participou da Singularity University no campus da NASA na California, recebendo uma formação em novas tecnologias e inovação. Já publicou 6 artigos em revistas científicas nacionais e internacionais relacionados à indústria química e ao ensino da engenharia. Atualmente, trabalha na Braskem avaliando novas tecnologias renováveis etambém é responsável por iniciativas em impressão 3D.

Co-autor do capítulo de livro “Technologies, Products, and Economic Viability of a Sugarcane Biorefinery in Brazil."

Autor do artigo “Habilidades do Engenheiro Químico do Século 21”, publicado na Revista Brasileira de Engenharia Química.

É Autor do artigo “Design and simulation of a methanol production plant from CO2 hydrogenation".

2016

Poluição dos mares: do entendimento à solução

Prof. Dr. Alexander Turra
Livre Docente no Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (USP)

Possui graduação em Bacharelado em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Campinas (1994), graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Campinas (1994), mestrado em Ciências Biológicas (Ecologia) pela Universidade Estadual de Campinas (1998) e doutorado em Ciências Biológicas (Ecologia) pela Universidade Estadual de Campinas (2003). Atualmente é professor do Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo. Tem experiência nas áreas de Ecologia Marinha, Oceanografia Biológica e Gerenciamento Costeiro, atuando principalmente nos seguintes temas: Manejo e conservação marinha; Impacto ambiental marinho; Ecologia de populações marinhas, com ênfase em caranguejos ermitões; Estrutura e organização de comunidades marinhas.

2016

Embalagens Flexíveis: Redução de desperdício de alimentos e resíduos de embalagens

Sr. Guido Aufdemkamp
Diretor Executivo da Flexible Packaging – FPE (Embalagens Flexíveis da Europa)

É formado em economia e vem trabalhando para associações alemãs e européias para embalagem flexível e folha de alumínio desde 2003.

Seu trabalho envolve relações públicas, estatísticas e análises de mercado, sustentabilidade, como membro e gerente de conferências.

Membros da FPE fabricam todos os tipos de embalagens flexíveis, incluindo bolsas, sachês, embalagem de líquidos, confeitaria e aplicações de embalagens farmacêuticas, e muito mais.

A FPE compreende todos os principais produtores europeus de embalagens flexíveis para todos os materiais.

A sua atividade principal é representar a indústria de embalagens flexíveis européia a nível europeu e no cenário internacional.

FPE lida com uma ampla gama de questões relevantes para a indústria de embalagens flexíveis, mais notavelmente o contato com alimentos, sustentabilidade e questões ambientais.

A indústria garante estratégias responsáveis e inovadoras que proporcionam soluções eficazes e sustentáveis de embalagens flexíveis para seus clientes e consumidores.

2016

Painel: Embalando o Brasil para Exportação

Sr. José Ricardo Roriz
Presidente da Abiplast e do Sindiplast

Engenheiro mecânico pela UNB – Distrito Federal, pós-graduado em Marketing pela ESPM, MBA Empresarial DOM CABRAL, PGA – Programa de Gestão Avançada pelo INSEAD, França e PDC – Programa de Desenvolvimento de Conselheiros pela Fundação Dom Cabral.

Presidente da ABIPLAST – Associação Brasileira da Indústria do Plástico, Presidente do SINDIPLAST - Sindicato da Indústria de Material Plástico, Transformação e Reciclagem de Material Plástico do Estado de São Paulo; Vice-Presidente e Diretor Titular do Departamento de Competitividade e Tecnologia da FIESP; Coordenador do COMPETRO - Comitê da Cadeia Produtiva da Indústria de Petróleo e Gás. Presidente da BRASIL SUPPLY, empresa com foco no fornecimento de soluções integradas para a indústria do petróleo e gás em todo território nacional. Atualmente é membro do Conselho de Administração de três empresas, do Conselho Diretor do IBMEC (Mercado de Capitais), da ONIP - Organização Nacional das Indústrias de Petróleo e da INVESTE São Paulo.

2016

Painel: Embalando o Brasil para Exportação

Sr. Douglas de Lima
Gerente de Comércio Exterior na Empresa C-Pack Creative Packaging S.A.

Formado pela Universidade Nove de Julho em Comércio Exterior, Pós Graduado em Internacionalização de Empresas e Negócios internacionais pela Fundação Dom Cabral e Export Supply Chain management na Canadian National Railway curso Ministrado em Toronto e Montreal, com mais de 15 anos de experiência de Comércio Exterior nos segmentos de importação e exportação de produtos cosméticos, perfumaria, higiene e limpeza , matéria-prima, entre outros e especializado e trabalhando em empresas do setor plástico na Gestão de importação e Exportação de embalagens plásticas nos últimos 10 anos, negociando e levando valor agregado dos produtos ofertados para mais de 45 países.

Criador de Comitês de Gestão de Negócios internacionais, no intuito da Internacionalização de cada empresa onde atuou, trazendo importantes avanços no valor de serviços prestados das empresas brasileiras no exterior.

2016

Painel: Embalando o Brasil para Exportação

Sr. Emanuel Teixeira Figueira Júnior
Diretor de Projetos na Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (APEX)

Emanuel Teixeira Figueira Júnior é formado em administração de empresas com MBA em Gestão de Comércio Exterior pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). Atualmente, é Gestor de Projetos na Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, exercendo suas funções no Complexo Casa & Construção e apoiando o processo de internacionalização de empresas brasileiras dos segmentos e transformados plásticos, móveis, insumos e componentes para a indústria do mobiliário, arquitetura, engenharia e serviços de design de móveis.

2016

Painel: Embalando o Brasil para Exportação

Dr. Marcos Troyjo
Doutor em Sociologia das Relações Internacionais (USP-SP)

Diplomata, economista, cientista político, sociólogo, professor universitário, jornalista, Marcos Troyjo tem ocupado ao longo dos últimos 20 anos funções de destaque nos campos da educação, mídia, convergência tecnológica, relações corporativas, comunicação empresarial e relações internacionais.

É co-Diretor do BRICLab, (Centro de Estudos sobre Brasil, Rússia, Índia e China) criado recentemente (2011) na Columbia University, Nova York.. Troyjo é também fundador do Centro de Diplomacia Empresarial, instituição voltada para a formação de recursos humanos e estratégias empresariais para a competitividade internacional da empresa brasileira. É professor-convidado (20009-presente) do Centre d´Études sur l´Actuel et le Quotidien da Universidade Paris-Descartes (Sorbonne).

É professor do MBA da FIA/FEA-USP e do IBMEC-RJ. Lecionou igualmente na FAAP-SP e na PUC-SP. Sua atuação no campo da educação inclui também o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), maior ONG da América, de que é Conselheiro em segundo mandato (2009-2012) e em cuja coordenação sucedeu ao renomado empresário Mário Amato. É igualmente membro do conselho do CIEE-RJ, presidido pelo acadêmico Arnaldo Niskier. Fluente em inglês, francês, espanhol e português, Troyjo possui certificados de proficiência em língua inglesa das Universidades Oxford e Cambridge (Reino Unido, 1986), Michigan (EUA, 1987) e o Attestation de Compétence Supérieur em Langue Française do Centre Européen de Langue et Civilisation de Paris (França, 1990).

2016

Painel: Embalando o Brasil para Exportação

Mediadora: Cristina Sacramento
Especialista em Desenvolvimento de Mercado - Think Plastic Brazil

Formada em Comunicação Social pela Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo – ECA-USP e com MBA em Gestão Estratégica de Mercado pela Fundação Getúlio Vargas – FGV. Cristina Sacramento é Especialista em Desenvolvimento de Mercado no Instituto Nacional do Plástico, no Programa Think Plastic Brazil, onde atua no segmento de embalagens flexíveis e plásticos flexíveis para agricultura e construção civil. Cristina possui mais de 10 anos de experiência em projetos de exportação de entidades setoriais, e seu conhecimento inclui coordenação de projetos internacionais de promoção comercial, como feiras internacionais, projetos compradores e missões comerciais; estudos de inteligência com mapeamento de mercados; prospecção de clientes internacionais; articulação de parcerias com entidades; relações públicas com públicos nacionais e internacionais, além de desenvolvimento de atividades estratégicas de marketing voltadas à internacionalização, como pesquisas, segmentação, CRM, campanhas promocionais e planos de mídia.

2016

Drones, visão computacional e inteligência artificial: tecnologias a serviço da saúde e segurança

Dr. Charles Stempniak
CEO da SMART MATRIX

Técnico em Eletrônica Digital pela ETEVI-FURB (1992). Engenheiro Eletricista pelo CEFET-PR (1998) com ênfase em Eletrônica Industrial e Telecomunicações. Mestre em Ciências pela UTFPR (2004), com ênfase em Informática Industrial. Doutorando em Engenharia pela mesma instituição, com tese em “Visão Computacional e Inteligência Artificial”. Programador de diversas linguagens desde 1985. Empresário, Pesquisador e Empreendedor desde 1994. Sócio fundador das empresas AUTOMA (1997), DEVGEMS (2005), ATSEVEN (2011), GENEZ (2012), E-DUC (2013) e AEROMETRICS / SMART MATRIX (2015). Empresas incubadas e graduadas no Instituto para o Desenvolvimento - LACTEC (2000) e no Instituto de Tecnologia do Paraná - TECPAR/INTEC (2003). Criador dos softwares AUTOMA AUTOLAB e SMART MATRIX GIS-4D. Membro fundador do Parque de Tecnologia Social, do APL de Software de Curitiba, da Central de Negócios de TI - CENETIC, do Sindicato das Empresas de TIC da região de Curitiba - SINDITIC e do NEUROBANCO. Afiliado da Associação das Empresas e Entidades do Parque de Software de Curitiba - APS, da Associação Comercial do Paraná - ACP, da Associação das Empresas de Processamento de Dados - ASSESPRO, do Instituto de Engenharia do Paraná - IEP e do Centro Internacional de Tecnologia de Software - CITS.