Nossas
Notícias

14 de agosto de 2014

Instrumentos musicais feitos com plástico são destaque em evento no Rio Grande do Sul

A Orquestra Plástica do NEOJIBA, que utiliza instrumentos musicais feitos com PVC, se apresentará no jantar de abertura do 1º Congresso Brasileiro do Plástico

O 1º Congresso Brasileiro do Plástico, a primeira iniciativa no país e na América Latina com o propósito de exaltar a importância do plástico na vida moderna, receberá, em seu jantar de abertura, em novembro, a Orquestra Plástica do NEOJIBA – Núcleos Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia. A orquestra é composta de por músicos do programa NEOJIBA, que utilizam instrumentos feitos de plástico. Na ocasião, a orquestra fará uma apresentação com instrumentos sinfônicos de PVC. O desenvolvimento das tecnologias contou com parceria da Braskem.

Criado no Estado da Bahia, o NEOJIBA surgiu por meio da iniciativa de Natan Paes, maestro da Filarmônica Filhos do Oeste, da cidade de Angical, município de 14 mil habitantes do extremo oeste baiano. Em 2006, para suprir a carência de instrumentos musicais de seus alunos de iniciação musical, o maestro passou a produzir tambores e flautas a partir do aproveitamento de canos de PVC, de diferentes espessuras.

Em 2010, a utilização do componente também passou a dar forma a protótipos de violinos e violas. Como a utilização de plásticos na composição dos instrumentos já era visto como um grande sucesso pela orquestra, o luthier suíço André March, juntamente com David Matos, luthier do NEOJIBA, ficaram com o desafio de aperfeiçoar a ideia. “Quando conheci os instrumentos em PVC, estava trabalhando com madeiras ao lado de André-Marc Huwyler. Em parceria com ele e com o músico Alan Jonas, estudei um modelo mais leve e eficaz do violino”, afirma David.

O grande diferencial deste projeto é possibilitar, com uma técnica artesanal rápida e eficiente, com materiais e custos acessíveis, a construção de instrumentos musicais sinfônicos similares aos originais. A proposta, além de contemplar a inclusão sócio produtiva de jovens luthiers, objetiva o acesso a prática musical para um número maior de crianças e jovens pertencentes a um contexto social onde instrumentos sinfônicos são caros e de difícil manutenção.

A Orquestra Plástica se insere na proposta do congresso, que é destacar a sua importância em vários segmentos, desde projetos como o NEOJIBA, por meio da inclusão social, saúde, agricultura, segurança alimentar, combate a fome e saneamento, básico, recursos hídricos, entre outros. “É uma grande honra receber a orquestra em nosso congresso e demonstrar, ao vivo, o quão é indispensável o plástico em nossas vidas”, declara Alfredo Schmitt, presidente do 1º Congresso brasileiro do Plástico.

A apresentação da Orquestra Plástica do NEOJIBA será realizada no dia 05 de novembro, às 20h, durante o jantar de confraternização do Congresso, na Casa Vetro, em Porto Alegre/RS. Para mais informações, acesse: http://www.congressodoplastico.com.br.

NEOJIBA

Criado em 2007 como um dos programas prioritários do Governo do Estado da Bahia, o NEOJIBA tem por objetivo alcançar a excelência e a integração social por meio da prática coletiva da música. No Brasil, o NEOJIBA é o primeiro programa governamental de formação de orquestras infanto-juvenis baseado no aclamado “El Sistema”, programa venezuelano criado há 39 anos. O NEOJIBA é uma ação da Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes) e seu diretor fundador é o maestro Ricardo Castro. O NEOJIBA beneficia diretamente mais de 900 crianças e jovens, integrantes do Núcleo de Gestão e Formação Profissional do Programa no Teatro Castro Alves, e em Núcleos de Prática Orquestral em Simões Filho, Feira de Santana e Trancoso, no extremo-sul da Bahia, e em Salvador, na Península Itapagipana, no Bairro da Paz e no Nordeste de Amaralina. Além disso, o NEOJIBA apoia pedagogicamente projetos orquestrais do interior do Estado, levando seus resultados a jovens músicos de mais de 20 municípios em toda a Bahia. O diferencial do NEOJIBA é o seu foco na integração social, estimulando o convívio entre crianças e jovens de vários segmentos da sociedade.

1º Congresso Brasileiro do Plástico

O 1º Congresso Brasileiro do Plástico, a primeira iniciativa no país e na América Latina com o propósito de exaltar as aplicações do plástico nos mais variados segmentos, desde saúde, agricultura, passando por segurança alimentar, combate a fome e saneamento básico, gerenciamento de recursos híbridos, bem como evidenciar a sua importância no dia a dia da sociedade. O congresso é organizado por três dos mais importantes sindicatos do setor do plástico – Simplás, Simplavi e Sinplast - e será realizado nos dias 5, 6 e 7 de novembro, na sede da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul (Fiergs), em Porto Alegre (RS). A iniciativa tem o patrocínio da Braskem, e conta com o apoio da Abief, Abiplast, Almaco, Afipol e Plastivida.

Durante os três dias de congresso, estarão presentes os maiores especialistas ligados ao setor do plástico, professores de universidades nacionais e internacionais, membros de entidades ligadas ao setor, empresários, representantes de governos e representantes de sindicatos que se reunirão para discutir o uso dos plásticos em importantes segmentos da economia, como a agricultura, medicina, saneamento básico, construção civil e embalagens.

 

Informações para a imprensa:

M.Free Comunicação

Paulo Tonon, Roberta Provatti e Marcio Freitas

(11) 3171-2024 r. 2

Confira outras notícias